Envolvendo cerca de 130 empresas nos consórcios que se apresentaram ao mesmo, os 40 projetos recebidos propõem o desenvolvimento de mais de 3000 produtos piloto e representam um montante global de investimento superior a 147 M€.

Consideradas polos de inovação, as Test Beds funcionam numa lógica colaborativa entre as empresas responsáveis pela sua operação e as empresas às quais prestam serviços, essencialmente destinados a PME e a startups.

Saiba mais sobre este concurso e esta medida que integra o eixo de investimento 02 – Transição Digital das Empresas da componente 16 – Empresas 4.0 do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), aqui

– –
Fonte:
https://www.iapmei.pt/NOTICIAS/Test-Beds.aspx
Consultar a fonte