INTERPOL coordena operação contra medicamentos ilícitos.

INTERPOL coordena operação contra medicamentos ilícitos.

​​​​Entre 3 e 10 de outubro decorreu a fase operativa da Operação PANGEA XVI que abrangeu 89 países de diversos continentes. A operação visa a deteção de medicamentos ilícitos que representam uma ameaça significativa à segurança do consumidor, incluindo medicamentos contrafeitos e medicamentos desviados de cadeias de abastecimento legais e reguladas e também uma importante fonte de rendimento para grupos transnacionais de crime organizado e  de apoio a outras atividades criminosas.

Apesar de a AT e do INFARMED continuarem a participar ativamente nesta e noutras ações de sensibilização e alerta para este problema, há adquirentes em território nacional que continuam a correr riscos e a comprometer gravemente a sua saúde, ao adquirirem medicamentos pela internet em websites não autorizados.

A participação na operação PANGEA XVI e a colaboração diária entre as entidades envolvidas em Portugal (INFARMED e AT), demonstra a importância de dar continuidade aos alertas públicos e às ações de cooperação, a nível nacional e internacional, para combater estas situações ilícitas, tendo em vista a proteção da saúde pública.

INTERPOL coordena operação contra medicamentos ilícitos. INTERPOL coordena operação contra medicamentos ilícitos.

Autoridade Tributária e Aduaneira, ​2 de novembro de 2023

– –
Fonte:
https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/destaques/Paginas/Operacao_PANGEA_XVI.aspx

Consultar a fonte