MNE destaca trabalho em prol dos direitos humanos e, em particular, na defesa dos direitos das mulheres


Portugal saúda a atribuição do Prémio Nobel da Paz à ativista iraniana Narges Mohammadi. Uma posição assumida poucas horas após ser conhecido o nome distinguido este ano pelo Comité Nobel norueguês que, na nota em que anuncia a decisão, destaca a luta de Narges Mohammadi contra a opressão das mulheres iranianas.

“Portugal congratula-se pela decisão do Comité Nobel Norueguês, que atribuiu o Prémio Nobel da Paz a Narges Mohammadi “pela luta contra a opressão das mulheres no Irão” e “para promover os direitos humanos e a liberdade para todos””, sublinha o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

Em comunicado, o MNE saúda o trabalho desta ativista “que simboliza o esforço empreendido por muitas e muitos, no Irão e em outras partes do mundo, em prol dos direitos humanos e, em particular, na defesa dos direitos das mulheres”, e lembra que a “defesa intransigente dos direitos humanos é uma prioridade transversal da política externa portuguesa”. 

– –
Fonte:
https://www.portugal.gov.pt/pt/gc23/comunicacao/noticia?i=portugal-felicita-narges-mohammadi-distinguida-com-o-nobel-da-paz

Consultar a fonte